Informativo Digital do Nordeste Transmontano

“Anquanto la lhéngua fur cantada”, este povo não morre. Filme de João Botelho disponível online

Deste excelente painel de obras de realizadores de primeiro plano da cinematografia portuguesa, a primeira sugestão do Notícias do Nordeste vai para “Anquanto la lhéngua fur cantada”, do realizador João Botelho.

0 841

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A produtora Ar de Filmes disponibilizou online uma série de longas metragens de realizadores portugueses como joão Botelho ou Teresa Villaverde. Um conjunto de obras dos dois realizadores portugueses podem agora ser vistas a partir de casa, nestes dias de confinamento provocados pelo combate à Covid -19.

Deste excelente painel de obras de realizadores de primeiro plano da cinematografia portuguesa, a primeira sugestão do Notícias do Nordeste vai para “Anquanto la lhéngua fur cantada ”, do realizador João Botelho.

Anquanto la lhéngua fur cantada, este povo não morre. O planalto de Miranda, único em língua e rico em gente, geografia e tradições que vêm do início dos tempos, tem uma riqueza musical inigualável. Porque não atravessá-lo com Catarina Wallenstein, com rosto de “Madona”, que canta como ninguém, acompanhada pelo extraordinário acordeão de Gabriel Gomes, com rosto de anjo, e seguido pelo burro “Atenor” de pêlo comprido e avermelhado, perfeito exemplar do burro mirandês? Há alguma coisa mais comovente do que a polifonia dos cantantes das Almas de Sendim? Não é verdade, senhor Giacometti? O meu amigo Dr. Amadeu Ferreira ficará contente e, com ele, todos os mirandeses a quem dedico este pequeno filme. – João Botelho”

Ficha Técnica
Um filme de João Botelho | Produzido por Alexandre Oliveira | Com Catarina Wallenstein e Gabriel Gomes, Paulo Meirinhos e alunos da Escola EB de Miranda do Douro, Ana Maria e Pedro Raposo, Aureliano Ribeiro
Imagem: João Ribeiro | Som: Francisco Veloso | Guarda-Roupa: Vera Midões | Chefe de Produção: Pedro Bento | Consultores: João Luís Sequeira e Miguel Nóvoa | Montagem: João Braz | Misturas: João Eleutério e Paulo Abelho | Coordenação de Produção: Diana Coelho e Ana Bordalo | Música Tradicionais do Planalto Mirandês compostas e adaptadas por Gabriel Gomes e interpretadas por Catarina Wallenstein.

Com participação especial de: Adélia Garcia | Beatriz Martins | Coro Infantil da Escola EB de Miranda do Douro | Grupo de Pauliteiros de Miranda – Fonte de Aldeia | Grupo de Cantares Almas de Sendim | Galandum Galundaina com Paulo Meirinhos, Paulo Preto, Alexandre Meirinhos, Manuel Meirinhos.

Apoio à produção:
Associartecine | AEPGA | Centro de Turismo Ambiental Luso-Espanhol – Europarques

Da sinopse de Anquanto la lhéngua fur cantada

Publicidade

Fonte desta notícia: “Anquanto la lhéngua fur cantada” | Vimeo | Ar de Filmes
Comentários
carregar...

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade