Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

Almoço solidário rende mais de 4300 euros a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Numa iniciativa promovida pelo Lions Clube de Bragança participaram 140 pessoas, resultando na angariação de 4397,70€ para a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

809

Publicidade

O Almoço Solidário promovido pelo Lions Clube de Bragança, convidava a comunidade local a participar num almoço, revertendo parte do valor pago individualmente para a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC). A iniciativa contou com a participação ativa da Delegação de Bragança da LPCC e conseguiu reunir 140 pessoas, na Quinta das Covas, todas com o objetivo de darem o seu contributo para uma causa comum. O resultado foi a angariação de 4397,70€, dinheiro fundamental para que esta entidade possa fazer chegar a ajuda necessária a quem dela precisa.

Com o lema “Juntos nós Servimos” o Lions Clube, através dos seus clubes locais, atuam ao serviço da comunidade, com especial enfoque na área da saúde e do ambiente e na área social. Com frequência se envolvem na limpeza de rios ou áreas poluídas, trabalhando com o exemplo questões como a sustentabilidade ambiental. No setor da saúde desenvolvem iniciativas de apoio à prevenção de doenças, como a visão ou o cancro. Combatem a pobreza, apoiando quem mais precisa.

Este Almoço Solidário a favor da LPCC foi a forma encontrada, não só para angariar fundos, mas essencialmente para sensibilizar, alertar e envolver a comunidade numa causa que a todos beneficia.

A Delegação de Bragança da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que vive muito dos apoios que recebe, agradece este tipo de iniciativas, que lhe facilitam o trabalho que proximidade que desenvolve com a população da região.

Para além das campanhas nacionais de informação e sensibilização, dos inúmeros rastreios como forma de prevenção e deteção precoce do cancro, a Delegação de Bragança disponibiliza consultas de psico-oncologia de forma gratuita, a todos os doentes oncológicos, apoio social, nomeadamente em medicamentos, transportes, despesas água e luz, cabazes alimentares, tratamentos dentários, material terapêutico, ajudas técnicas, apoio nas rendas, aquisição de óculos, entre outros, sendo portanto, uma “porta aberta” para os doentes ou familiares que não têm recursos financeiros para fazer os seus tratamentos e para resolução de outros problemas sociais que resultam da doença.

A delegação de Bragança da LPCC e o Movimento Vencer e Viver, estão situados no Mercado Municipal de Bragança.

Publicidade

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade