Informativo Digital do Nordeste Transmontano

Alfândega da Fé comemora 25 de abril de forma virtual

A Revolução dos Cravos vai ser assinalada com várias iniciativas virtuais, sem acompanhamento presencial dos alfandeguenses.

0 611

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Publicidade

O 25 de abril vai ser celebrado em Alfândega da Fé à distância. O Dia da Liberdade será assinalado com um conjunto de iniciativas para evocar a data, mas este ano não poderão ser acompanhadas presencialmente pelos alfandeguenses devido à situação epidemiológica que se vive. Apesar disso, algumas das cerimónias vão ser transmitidas através das redes sociais da autarquia, como será o caso do hastear da bandeira nacional.

Este ano a bandeira nacional voltará a ser hasteada, pelas 9h, no edifício dos Paços do Concelho. O momento vai ser transmitido em direto no facebook do Município de Alfândega da Fé para que as pessoas possam assistir de casa a esse solene momento.

À distância será também a Sessão da Assembleia Municipal, realizada através de videoconferência entre todos os membros, mas sem participação dos munícipes. As intervenções evocativas do 25 de abril serão posteriormente disponibilizadas no site da autarquia.

As plataformas digitais vão servir ainda para partilhar o contributo do historiador alfandeguense, Francisco José Lopes, sobre a história das comemorações do 25 de abril em Alfândega da Fé e para emitir o Concerto dos Cravos, protagonizado pelos vários artistas locais que, a partir de suas casas, vão interpretar temas emblemáticos da revolução de abril e dessa forma assinalar a data.

As comemorações do Dia da Liberdade vão incluir a exibição de um vídeo explicativo sobre a Revolução dos Cravos para crianças. A autarquia vai ainda disponibilizar a exposição virtual “Com Ciência da Liberdade”. Criada pelo GIA- Grupo de Inquietação Artística, formado por sete artistas: Filipe Rodrigues, Nazaré Álvares, Valter Hugo Mãe, António Franchini, Rui da Graça, Humberto Nelson e Agostinho Santos.

Trata-se de um exposição coletiva que reflete uma visão artística sobre a Covid-19, a realidade que se vive e os conceitos de Liberdade e Revolução, que poderá ser visitada online.

Este ano, as palavras de ordem são distanciamento social e, por esse motivo, a autarquia apresenta um programa para assinalar os 46 anos da Revolução de 25 de abril de 1974, para todos assistirem sem saírem de casa.

Publicidade

Fonte Nota de Imprensa CM Alfândega da Fé
Comentários
carregar...

Este website usa cookies que permitem melhorar a sua experiência na internet. Pode aceitar ou recusar a utilização desta tecnologia Aceito Política de Privacidade