Informativo Digital de Trás-os-Montes e Alto Douro

A vila de Torre de Moncorvo regressa à época medieval de 21 a 23 de Abril

A 10ª edição da Feira Medieval conta com 13 áreas temáticas, sendo o Largo do Vinho do Rei Lavrador, situado no Largo Dr. Campos Monteiro, uma das novidades desta edição, local onde as cores e os cheiros convidam os visitantes a degustar os vinhos produzidos no concelho, neste ano em que o Douro é Cidade Europeia do Vinho.

850

Publicidade

A Câmara Municipal de Torre de Moncorvo promove no decorrer do próximo fim-de-semana, mais uma edição da
Feira Medieval de Torre de Moncorvo no Centro Histórico da Vila.

A 10ª edição da Feira Medieval de Torre de Moncorvo recriará as contendas em Terras de Mem Corvo no tempo D’ El Rei D. Dinis, com base em pergaminhos do Séc. XIV que demonstram as disputas que existiram entre o concelho de
Torre de Moncorvo e os concelhos de Mós e Vilarinho da Castanheira e pela posse da Barca do Douro, com Vila Nova de Foz Coa.

Destaque nesta edição para a interpretação dos papéis de D. Dinis e D. Isabel que ficarão ao cuidado dos idosos das IPSS, nos dias 22 e 23 de abril, e dos alunos do Agrupamento de Escolas de Torre de Moncorvo no dia 21 de abril, dia em que a escola participa ativamente na Feira Medieval. Destacamos também a participação no evento de cerca de mil alunos de agrupamentos de escolas de Portugal e Espanha, no âmbito do programa “Conociéndonos”, do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Duero-Douro.

A 10ª edição da Feira Medieval conta com 13 áreas temáticas, sendo o Largo do Vinho do Rei Lavrador, situado no Largo Dr. Campos Monteiro, uma das novidades desta edição, local onde as cores e os cheiros convidam os visitantes a degustar os vinhos produzidos no concelho, neste ano em que o Douro é Cidade Europeia do Vinho.

Do vasto programa destacamos o cortejo do Rei em Terras Transmontanas, o treino de cavaleiros, o pracear das aves, a festa no terreiro em honra D’El Rei D. Dinis, o torneio de futebol medieval, o acampamento de vivência militar e cavalariças, a carta de caminheiro, o torneio de armas a cavalo, o casamento medieval, as contendas, a investidura de cavaleiro, o cortejo de cavaleiros, a entrega de oferendas a El Rei D. Dinis e espetáculos de fogo.

Destaque ainda para os vários espetáculos sobre as contendas, nomeadamente “Contendas – Engrandecimento do Território”, que terá lugar no dia 21 de abril, pelas 22h00, e “Contendas – Barca do Douro” que se realiza dia 22 de abril, pelas 22h00, na Praça Francisco Meireles. Os dois espetáculos são baseados na história de Moncorvo, tendo como ponto de partida os documentos existentes no Arquivo Municipal de Torre de Moncorvo.

Um dos momentos altos da feira será a cerimónia de investidura de um cavaleiro, no dia 22 de abril, pelas 17h00, em que o ator Pedro Laginha interpretará o papel de Mendo Corvo, um nobre escudeiro que pela sua bravura em batalha se tornará cavaleiro, num momento carregado de significado e simbolismo.

A Feira Medieval de Torre de Moncorvo distingue-se das demais existentes em Portugal, devido à grande envolvência dos comerciantes e população local, que se vestem a rigor e participam ativamente na iniciativa. Uma outra particularidade é a de ser sempre dedicada ao Rei D. Dinis e de ter sempre como ponto de partida o ferro de Moncorvo.

Aqui, é possível fazer compras num mercado medieval, participar em repastos nas tabernas, passear pelas ferrarias e mercado do ferro, assistir a várias recriações históricas e apreciar trovas e folguedos nos vários espaços do centro histórico, que servem de cenário a esta Feira Medieval.

Publicidade

Fonte desta notícia: Município de Torre de Morcorvo